Mercado imobiliário tem boas expectativas para 2022

Na contramão da recessão econômica, o momento é de oportunidades para o setor de imóveis.

Enquanto diversas áreas sofrem com as consequências da pandemia de Covid-19 desde o ano passado, o mercado imobiliário segue na contramão. No início do surto da doença no Brasil, muitos especialistas desse meio se preocuparam, mas foram surpreendidos pela excelente notícia de crescimento. De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), houve aumento em mais de 6% de financiamentos para a compra e a construção de imóveis. Enquanto isso, a expectativa é que o número cresça ainda mais em 2022.

Segundo Arlene Gomes, mentora e consultora imobiliária, diversos motivos contribuíram para esse crescimento. “O incentivo do governo permitiu baixas taxas de financiamento e foi um dos pilares para esse percentual. Além disso, a construção civil e as imobiliárias foram consideradas durante a pandemia serviço semi essencial, perdendo apenas para alimentação e saúde. Clientes também viram a necessidade de repensar o conceito de morar e a casa ficou pequena, com isso a mudança de moradia foi algo preponderante”.

O maior acesso à internet e disponibilidade dos clientes online também impactou nesse crescimento. “Dessa forma, a veiculação dos anúncios em plataformas de compra e venda ganhou ainda mais importância, assim como fotos de qualidade e descrições completas, oferecendo ao consumidor desde o início do processo de busca mais informações que apoiassem a tomada de decisão”, revela.

Os imóveis mais espaçosos serão os queridinhos. O fato de as pessoas permanecerem em suas casas durante os meses de distanciamento fez com que elas enxergassem pontos de melhorias, até então, passados despercebidos. Um exemplo foi o espaço. “Dessa forma, quem buscar imóveis, a partir de agora, vai optar por locais maiores, em que há a possibilidade de investir mais na infraestrutura do próprio lar. Independentemente do home office continuar ou não depois da pandemia, vai existir o interesse de contar com um imóvel que amplie as funcionalidades”, afirma Arlene.

Haverá, também, uma procura maior por imóveis com espaço de lazer. “A  comodidade é maior para as pessoas que trabalham remotamente, o que torna mais uma alternativa de espaço para profissionais liberais”, esclarece.

Como gerar bons resultados?

Mesmo com o período em alta, a consultora destaca a importância das imobiliárias seguirem alguns hábitos para aproveitar o momento e evitar o efeito contrário ao crescimento. “Essa é a hora de escutar de verdade o cliente. Entender que a fase é difícil e ter o olhar para auxiliar. Os corretores devem ser consultores de análise de crédito para enxergar como o cliente pode se organizar para comprar o imóvel”, citou Gomes.

Enquanto isso, para atrair mais clientes, a especialista diz que os anúncios com vídeos são um diferencial para as imobiliárias apresentarem melhor o seu produto online e atrair o público. “Se organizar, capacitar e aprimorar os conhecimentos também são pontos essenciais”, destaca a consultora e mentora imobiliária.

Fonte: Arlene Gomes, publicitária e professora, especialista em mentoria e consultora imobiliária com a metodologia OKR (@arlenegomes220).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *